quarta-feira, janeiro 23, 2013

Brasil

Passei as últimas 5 semanas no Brasil cuidando da minha mãe que passou por uma cirurgia e curtindo um pouco o verão tropical.
O roteiro geralmente não muda muito: passar tempo com os pais, comer o máximo de frutos do mar que eu puder, tomar umas cervejinhas com os amigos de faculdade e pronto.
O que teve de diferente dessa vez foi finalmente ter feito uma nova trilha pra uma comunidade de 20 famílias que vivem isoladas.

Além disso, organizei um clothing swap, ou melhor, um troca-troca de roupas com a mulherada pra disseminar esse costume e acho que foi um sucesso.

O que valeu mesmo foi a realização do 1º Encontro Nacional de Bambolê. Quase na beira de uma praia tranquila no norte da Ilha de Floripa, o encontro não podia ter sido melhor.  Tivemos participantes do Nordeste ao Sul. Foram 3 dias de oficina, aprendizado, ótima comida e muito amor. Todo mundo se deu muito bem e sem muito stress.

Outra coisa que sempre me surpreende nas minhas andanças por lá é a galera da faculdade. Vinte anos se passaram desde que entramos e todo ano é isso. Nos reencontramos e nunca falta assunto. Isso porque cada um mora num canto do mundo mas fim de ano todo mundo passa na ilha. Eu nunca tinha visto um curso na universidade onde as pessoas continuam mantendo contato a vida toda. E não é um ou outro não. Foram alunos ingressos principalmente entre 1989 e 1998. Vários alunos e até professores se casaram. Isso é o que chamamos de reprodução em cativeiro. Gostoso foi ouvir deles que eu rejuvenesci e pareço mais feliz.
Valeu ainda mais por ter convencido algumas das amigas a começarem a bambolear. Spreading the hoop love, oh yeah!

Um comentário:

  1. Fiquei feliz só de olhar esta foto!

    Beijos e bom retorno!

    Rafaela

    ResponderExcluir