quarta-feira, maio 17, 2017

Da Série "Me Mordo de Ciúmes"

...ou nesse caso a falta dele.
Ano passado conheci um cara durante um retiro/festival e nos conectamos de cara durante um exercício de conexão e comunicação não-verbal de um workshop. Nada sexual, só energia boa de conversar, rir. Acontece que ele é casado e diga-se de passagem com uma das mulheres mais lindas que já conheci. Também gostei muito dela e ficamos amigas mas eu e ele nos conectamos mais. Em geral mantenho minha distância por causa da minha herança cultural do ciúmes brasileiro.
Só que na última festa de aniversário que os encontrei, passei um tempo conversando com os dois e depois ela saiu, eu e ele conversamos um tempão sobre a viagem que eles fizeram e outras coisas da vida. No final quando me despedi dela, ela disse:
- O Andrew te adora. Toda vez que ele te vê, ele gosta de conversar contigo.

Eu já sabia que essa turma tinha um grande nível de maturidade mas ainda assim fiquei surpresa. Cadê o chilique e a baixaria me chamando de piranha pra baixo? NAO TEM! Minha admiração por essa mulher tão segura aumentou e posso continuar amiga do meu amigo.

Talvez esse seja um dos principais motivos de eu gostar de morar aqui. Paz de espírito sem desconfianças e neuroses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário